O “CAVEZ CLUBE DE CAÇA E PESCA”

A freguesia de Cavez, pela sua situação geográfica e recursos naturais, com zona de densa floresta e cursos de água límpida e pura, sempre foi terra de caçadores e pescadores.
No início dos anos oitenta, surgiu a ideia de constituir uma associação que congregasse os amantes da caça e da pesca.
Depois de algumas iniciativas sem êxito, em 1985 o sonho acabou por se tornar realidade.
Em 6 de Junho deste ano, por iniciativa daquele que viria a ser o seu primeiro Presidente, Avelino Oliveira Pereira, mais conhecido por Avelino Benfica, realizou-se uma reunião onde marcaram presença algumas dezenas de caçadores e pescadores de Cavez.
Nesse encontro, foram designados os membros de uma Comissão de Gestão, cuja primeira tarefa foi a de elaborar os estatutos da colectividade, primeiro passo para a legalização do “Cavez Clube de Caça e Pesca”.
Foram eles:
Presidente: Avelino Oliveira Pereira
Secretário: Albino Pereira
Tesoureiro: Albino da Silva Vasques
Vogais: António Oliveira Carvalho, Albino Martins Carvalho e Carlos Augusto Boticas Teixeira.
A escritura de constituição do clube viria a ser assinada em 3 de Julho de 1985, sendo os estatutos publicados no Diário da República de 1 de Agosto desse mesmo ano.

PORQUÊ C.C.C.P. ?
Curiosamente, o nome do clube aproveitou as iniciais da antiga União Soviética.
Acontece que o Sr. Francisco Pereira (Benfica), foi a pessoa indigitada para dar o nome à agremiação. E como era, à época, um simpatizante comunista, não hesitou.
Assim, como União das Repúblicas Socialistas Soviéticas se escreve “Stado Soviete Socialiste Republica” e, na escrita cirílica, o C tem o valor do S e o P tem o valor do R na escrita latina, chegou-se a CCCP – “Cavez Clube de Caça e Pesca”.

Os primeiros anos de vida do “Cavez Clube de Caça e Pesca” não foram fáceis e a emigração levou para fora do país os dirigentes mais empenhados. Por essa razão e também devido a uma certa apatia dos que por cá ficaram, o clube, em pouco mais de uma ano, passou ao esquecimento, ou seja, adormeceu.
Até 1996, altura em que, meia dúzia de entusiastas, tendo à cabeça Albino Pereira, regressado da Suíça, resolveram dar nova vida ao CCCP e desde essa data o clube não mais parou e foi aumentando a sua influência e implantação, não só no concelho, mas também a nível nacional e até além fronteiras.
A 20 de Abril de 1996 é celebrado um protocolo de colaboração com o Grupo Desportivo de Cavez, em vigor até hoje, que permitiu a construção de um campo de tiro.
Os torneios de tiro aos pratos foram assim das primeiras iniciativas do clube.
Seguiram-se outras, com destaque para a realização de três edições do Torneio Ibérico de Pesca à Pluma, batidas à raposa, montarias ao javali, convívios de associados, largada de perdizes e faisões no campo de tiro e treino de cães de caça, acções de repovoamento dos rios e ribeiras, vários torneios de pesca, etc.
Com a inauguração da Pista de Pesca Desportiva de Cavez, em 2001, o clube virou-se mais para a competição, contando com uma equipa que disputa o Campeonato Regional sénior. Também neste escalão, participámos no Campeonato do Mundo de Pesca à Truta com Isco Vivo em 2003 e 2004, disputados em França e Itália, respectivamente.
O nosso atleta Luís Pedro Teixeira Vasques também tem estado em destaque e, depois de ter subido ao Campeonato Nacional de Juvenis, integrou em 2005 a Selecção Nacional que disputou o Campeonato do Mundo da categoria, na Sérvia e Montenegro.


 A PISTA DE PESCA DESPORTIVA DE CAVEZ

A Pista de Pesca Desportiva de Cavez é a “menina dos olhos” do CCCP, sendo actualmente o principal pólo de atracção da freguesia de Cavez.
A história da pista começa também por volta de 1996, altura em que se instala na nossa terra o sr. José Ramos, produtor de iscos para a pesca, que contacta os dirigentes do “Cavez Clube de Caça e Pesca” e lhes dá conta da sua ideia de aproveitar as margens do rio Tâmega, a montante da Ponte de Cavez, para construir uma infraestrutura para a prática da pesca desportiva de competição.
A ideia é aceite de imediato e contacta-se a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, que também abraça o projecto, reconhecendo-o desde logo como um importante factor de desenvolvimento da região, até por se tratar de um equipamento quase inexistente no nosso país.
A Câmara ocupa-se da elaboração do projecto e conjuntamente com o Clube submete-o a fundos comunitários, sendo depois aprovado.
Lentamente, a obra vai avançando e, em 24 de Março de 2001, é inaugurada.
Orçada em cerca de 75 mil contos (375 mil euros), era à época o único equipamento do género no Norte de Portugal, ficando apto para a realização de torneios nacionais e internacionais.
A construção da Pista de Pesca Desportiva de Cavez corresponde a um aproveitamento das condições naturais da região e do local para o turismo, ao nível da pesca e do lazer, trazendo grande fluxo de visitantes à nossa terra.
Os benefícios para a população são evidentes, pois, para além da venda de artigos de pesca, dinamiza-se o alojamento, a restauração e o campismo rural; os produtos genuínos como a gastronomia e o artesanato da região divulgam-se junto dos visitantes; as potencialidades aquícolas e os recursos naturais são valorizados.
Em suma, é uma fonte de riqueza que, se for bem gerida e aproveitada, traz mais desenvolvimento à nossa terra.
Na pista de Cavez têm-se realizado inúmeras provas de pesca, organizadas pela Federação Portuguesa de Pesca Desportiva, pela Associação Regional do Norte de Pesca Desportiva ou por iniciativa de clubes e outras entidades, dando grande movimento ao local e divulgando a nossa terra.
As prova mais importantes ali disputadas foram, no entanto, os Campeonatos do Mundo de Senhoras, que tiveram lugar na nossa pista, em 2004, e em 2006.
Além da Pista de Pesca, a nossa terra dispõe também de uma área de lazer, com praia fluvial e, implantada na foz da Ribeira de Moimenta, próximo à ponte de Cavez (monumento nacional) e a Ponte das Tábuas (monumento de interesse publico), o que constitui um conjunto turístico com grande beleza e muita procura, sobretudo no Verão.
Este equipamento de lazer é gerido conjuntamente pelo Cavez Clube de Caça e Pesca e pela Junta de Freguesia de Cavez